sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Carnaval

Não sei se todo desenhista que se propõe a fazer tiras passa pelo drama da continuidade. Esse drama sempre foi minha tormenta, as vezes vinham cinco, seis, dez ideias que eu gostava, mas pensava: e depois? Depois o espírito era outro, aquilo que parecia ter graça antes não tinha mais e aí surge o drama. Entre tantos personagens voadores um dia me veio na mente "A Vaca Voadora". Sim, vacas não voam, mas a minha voa... mas ela não pode passar uma vida inteira voando, ela precisa comer, ordenhar, deitar na grama, é inadimissível fazer 100 tiras com uma vaca voando, nem eu teria saco para tanto.
Então no meio de vários e vários personagens que nascem no meio da noite, caminhando na rua, dirigindo por ai, pensei: Por que não uma série de tiras sem personagem fixo desses devaneios? E como vou chamá-las? De repente, assim como os personagens, veio o nome, algo meio loco e bagunçado ao mesmo tempo, nada melhor que Carnaval. Então tá... quem estrela hoje é A Vaca Voadora, amanhã não sei.

4 comentários:

Alisson Affonso disse...

Do caralho!!!

paquiderme disse...

Hahaaha, que chave! Gostei do estilo tri simples!

Verônica S. de Souza Saiki (Very) disse...

Ah esses devaneios passam mesmo o tempo todo na cbça de desenhistas! Mas só perdemos por não desenhá-los para mim a sensação é de como ser criança novamente.. Amei essas vaquinhas! rsrs

Lu disse...

heuehuehuhee
mt bom!!
uma série livre.. acho uma ótima idéia!!
=D