segunda-feira, 26 de julho de 2010

Pampeano do Litoral


Geada branqueando o pasto
Minuano assobiando
Cerração baixa
Mais tarde já se sabe
É o Sol que racha.
Seja no campo
Ou na cidade
Chaleira chiando
Chimarrão cevado
Na soleira da porta
A esperança do alvorecer
Antes da lida no campo
O gaúcho toma o amargo.

Poesia de Ivonei D´Peraça, do livro Cidade dos Ventos
Ilustração de Wagner Passos

domingo, 25 de julho de 2010

Sketchbook - Águia


Essa águia nasceu de um borrão. A tinta caiu no canto do papel e eu passei o dedo e tempos depois percebi que era uma águia. Então apenas desenhei as patas e a ponta das penas e deixamos ela voar. O desenho (ou a mancha) original tem 2cm de diâmetro. Espero que curtam!

Sketchbook - Barco de Pesca

Sketchbook - Meu amigo 126

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Ventos de Outono


Podem pensar que sou louco
Mas eu gosto desses ventos
Desses ventos de outono.
Dessas rajadas
Que fazem as folhas secas bailarem
Antes de chegarem
Ao chão.
Dos pardais
Que em vôos rasantes
Parecem crianças
Brincando no caminho
De volta da escola.
Ah, ventos de outono
Que saudades trazem
De tempos e ventos
Que teimam em voltar
A todo momento.

Poesia de Ivonei D´Peraça, do livro "Cidade dos Ventos"

Ilustração de Wagner Passos

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Barco de Papel



Olhávamos as águas
Correndo nos valos.

Brincar na rua
Naquela tarde não ia dar
Os pingos faziam
Bolhas na água.

Mas o pensamento
Precisava viajar
Com tanta chuva
Se pensou em navegar.

Folhas de caderno
Iam sendo arrancadas
E na correnteza
Barcos navegavam.

Levavam sonhos
Que o tempo
Alguns realizou
Outros naufragou.

Talvez ainda a espera
Pelo resgate numa tarde de chuva
Por um outro barco de papel.


Poesia de Ivonei D´Peraça, do livro "Cidade dos Ventos"

Ilustração de Wagner Passos

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Ópera de Arame - Curitiba

Ano passado atravessei a metade do Brasil de ônibus e por ser véspera de feriado do Dia das Crianças, acabei ficando um dia inteiro em Curitiba, no Paraná. Cheguei lá as 9 horas, vindo de Belo Horizonte, e o próximo ônibus, que não estava lotado, para o Rio Grande do Sul sairía apenas as 21 horas. Então resolvi passear pela cidade e, ao invés de tirar fotos, fui desenhar. Com certeza, uma das mais belas cidades do país.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Ilustração

Essa é uma das ilustrações que fazem parte do livro "Contos de Contemplação", do meu amigo Sandro Mendes. Foi bacana o processo de ler todos os contos e da essência, tirar uma imagem que sintetizasse e introduzisse o leitor às ideias que o escritor apresenta. Ilustrar livros realmente é algo muito bacana.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Os Perebas da Copa

Como prometido, antes mesmo de terminar a Copa, já é fácil identificar os perebas da competição. Alguns mostraram até algum futebol, inclusive com promessa de entrarem para a galeria de craques, mas na hora decisiva, colocaram-se em seu devido lugar.

Em 3ºLugar:

O centro-avante da equipe do Paraguay tinha tudo para entrar na história do futebol e tornar-se herói em seu páis. Segundos dividiram este cidadão entre a glória e o limbo. No exato momento que o câmera focou Cardozo, vi em seus olhos que ele tremeu. Nada mais, nada menos do que Casillas estava a sua frente... e na hora H, Cardozo chuta nas mãos do goleiro da Espanha e ganha o terceiro lugar em nossa galeria.

Em 2º lugar:

Sim, a promessa de craque que virou pereba, o atacante de Gana tinha tudo para levar a África para o lugar onde nunca estiveram. Mas é incrível como as seleções africanas se posicionam em campo num espírito de inferioridade e fazem disso seu maior obstáculo. E assim foi Gyan, no ápice do esforço de sua seleção, que naquele momento era superior ao time adversário, chuta a bola no travessão do goleiro Muslera do Uruguay. Asamoah Gyan, o nosso segundo lugar nos Perebas da Copa.

Em 1º lugar, O Rei...

... com vocês, nosso Pereba do Século, Felipe Melo. Ainda hoje ele pedia para o povo brasileiro escutá-lo antes de julgá-lo. Sim, um amante a moda antiga, como ele mesmo se intitulou na véspera do Dia dos Namorados... aquela pisada esmagadora sobre a perna de Robben foi de um romantismo impressionante. Para o nosso Pereba Master, nossa homenagem.

Um sapo da sorte

Grandes expectativas para o jogo. Amanhã somos todos Uruguay.

sábado, 3 de julho de 2010

Quem será o craque da Copa?

Chegando na reta final, algumas das principais seleções já deram adeus à Copa do Mundo. Craques como Messi, Rooney, Eto'o, Kaká, Drogba e Cristiano Ronaldo, tornaram-se figuras fantasmas, já que não foram vistos em campo. No entanto, outros surgiram, mas apenas alguns ficaram... e aqui estamos, abrindo os trabalhos no novo blog, com novos desenhos, perguntando ao internauta: Quem será o craque da Copa?


Grande responsável pelas jogadas do Uruguai. A serenidade e a vontade de ganhar, sem ter o que perder. Diego Forlan e sua seleção mostraram a que vieram. Juntamente com Luis Suarez (que possivelmente não irá participar dos próximos jogos, por conta de "la mano de Dios") os dois nomes da celeste.


Robben, o carrasco do Brasil, que deixou Michel Bastos e Felipe Melo doidões, tem tudo, caso a Holanda passe pelo Uruguay, para ser o grande nome desta Copa. Guardado para atuar nas fases decisivas da competição, vem mostrando um futebol muito parecido com os do velho Ronaldo "O Gordo" Nazário: rápido, inteligente e objetivo.


Özil, o fenômeno do meio campo germânico veio à Copa sem medo de jogar bola. Deita e rola em qualquer jogo e é muito bem alimentado por bolas rápidas, além de ter uma grande visão de jogo. Tem tudo para ser o grande nome da competição.


Todo mundo fala em Xavi Hernandez, mas se não fosse Andres Iniesta, Hernandez não seria Hernandez. Na verdade, o grande articulador do time é o carequinha baixinho, que além de rápido, consegue colocar a bola onde poucos percebem que é possível. A Espanha está passando de fase a trancos e barrancos, mas como parece que a sorte está do lado deles, tudo é possível.

Comentem e aguardem... próxima postagem: Os perebas da Copa!